IPCA desacelera para 0,71% em abril

De acordo com o IBGE, a apuração do resultado da inflação oficial (IPCA) desacelerou para 0,71% na análise mensal de abril, atingindo 8,17% no acumulado em 12 meses.

A categoria que obteve a maior alta no mês foi a de Saúde e Cuidados Pessoais, com variação de 1,32%. A elevação na categoria foi motivada pelo aumento dos preços dos Produtos farmacêuticos (3,27%) e dos Serviços Médicos e Dentários (0,93%). Alimentação e Bebidas foi a segunda categoria com maior alta em abril, variando 0,97% e os subitens Alimentação dentro de casa e Alimentação fora de casa apresentaram a mesma variação, de 0,97%.

Quanto à Habitação, que foi a categoria mais significativa em março devido ao reajuste da conta de energia, em abril foi a terceira maior em variação de preços. A energia elétrica que havia tido alta de 22,08% no mês anterior, registrou 1,31% em abril.

No mês os preços administrados se mantiveram em maior nível do que os preços livres, na avaliação do resultado acumulado em 12 meses, registrando 13,36% e 6,72%, respectivamente.

A inflação acumulada em 12 meses continua longe da meta e não esperamos que ela possa convergir neste ano. O nível de preços observado pressiona ainda mais o orçamento das famílias, que já sofre com as consequências do desaquecimento do mercado de trabalho.

 

ipca

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 0,9% em 2016

A inadimplência do consumidor obteve queda de 0,9% em 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação mensal, descontados efeitos sazonais, houve retração de 7,6% do indicador quando comparado o resultado de dezembro contra novembro. Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior, dezembro caiu 5,7%.   Regionalmente, na…

Títulos protestados encerram o ano com alta de 22,9%, segundo Boa Vista SCPC

De acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o número total de títulos protestados no país aumentou 22,9% no acumulado de 2016 em relação ao ano anterior. Na comparação interanual, os títulos protestados cresceram 6,0% e aumentaram 11,8% em relação ao mês anterior. O valor médio dos títulos…

Pedidos de falência encerram o ano com alta de 12,2%, segundo Boa Vista SCPC

Segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), os pedidos de falência encerraram o ano com alta de 12,2% no acumulado de 2016 em relação ao mesmo período de 2015. Em dezembro, o número de pedidos de falências recuou 7,0% na comparação mensal com novembro e aumentou 19,2%…