PME: Desemprego fecha 2015 em 6,9% e rendimentos caem 3,1%

De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego encerrou 2015 em 6,9%, a maior para o mês desde 2007, quando registrou 7,4%. Já em termos dessazonalizados, o desemprego manteve-se no mesmo patamar de novembro, em 8,2%. Com isso, a média anual para o indicador foi de 6,8%.

Para as regiões metropolitanas ficou a seguinte configuração: Belo Horizonte (5,9%), São Paulo (7,0%), Porto Alegre (5,9%), Recife (10,0%) e Salvador (11,9%).

Com relação aos rendimentos reais, o valor médio habitual real foi de R$ 2.235,50, caindo 3,1% na variação acumulada em 12 meses. Na variação interanual, dezembro registrou retração de 5,8%.

A pequena recuperação mensal da desocupação em dezembro foi ocasionada preponderantemente pela sazonalidade do indicador. De fato, a análise com ajuste sazonal mostra continuidade manutenção de um alto nível de desemprego, movimento condizente com a grande deterioração do rendimento real sofrida ao longo do ano – em 2014, a média acumulada no ano para os rendimentos foi positiva, em 2,7%, uma diferença em termos percentuais de 6,1 p.p para o resultado consolidado de 2015.

Tais informações deverão ser acompanhadas com cautela durante as próximas aferições, uma vez que os dados do mercado de trabalho podem fornecer um melhor diagnóstico sobre a atual recessão econômica. Não havendo ainda perspectivas de recuperação econômica no curto prazo, esperamos que o desemprego deteriore-se um pouco mais neste ano, enquanto o rendimento real deverá manter-se ainda em território negativo.

pmedez15

 

 

Posts relacionados

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…