BR-163 será duplicada e terá pedágio aceitável, vitória tardia para MT

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

A rodovia BR-163, principal eixo de ligação das riquezas do Centro-Oeste, via MT, com o Centro-Sul do País, foi concedida em leilão ganho ontem pela Odebrecht Transport, braço do grupo baiano que também levou, dias atrás, a concessão do aeroporto do Galeão, noutro certame considerado bem sucedido pelo preço que alcançou. Desta feita, o grupo vencedor ofereceu o maior desconto sobre o teto do pedágio, por eixo, por cada 100 km rodados, de R$5,50, fixado no edital. Com um pedágio de R$2,64 por eixo, o transporte das cargas agrícolas no sentido sul e de cargas industriais no sentido norte da rodovia 163 não será excessivamente onerado. Vitória tardia do agronegócio, do povo e governo do Mato Grosso, já que a duplicação desta via arterial do País já deveria estar pronta e não apenas por começar. Melhor assim, com atraso – mas começando – do que eternamente esperando.

A BR-163 promete ser um dos melhores investimentos do grupo Odebrecht. Se houver algum progresso no País, este será no Centro-Oeste em primeiro lugar, região (MT, GO, TO, RO) que tem apresentado expansão do PIB na faixa de 6 a 7% ao ano. A projeção usada pelo governo no modelo de concessão foi de apenas 2,5% do crescimento Brasil, menos de metade do que cresce a região da rodovia. Os especialistas saudaram os termos do leilão como positivos, opinião que compartilhamos. O governo demorou muito a aprender. Autoridades do governo falaram em “aprendizado”. Pena que os brasileiros paguem tão caro para pessoas irem fazer curso de governo. Em geral, quando se graduam, o governo está por findar. Isso onera o País e trava o progresso, que poderia ser muito maior e mais leve. Ponto positivo neste leilão foi o trabalho menos conflituoso entre os atores interferentes, como TCU, Ibama, DNIT e congêneres. Outro dado positivo é a desnecessidade de atuação do poder público em obras ao longo da BR-163 licitada. Tudo é por conta do concessionário. Ontem teria sido um dia de notícias perfeitas, não fosse por mais uma elevação da taxa Selic para 10%. Somos campeões nisso também.

Ed.322

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…