Brasil é avaliado como medianamente preparado para enfrentar crise

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Em seu relatório 2013 o Fórum Econômico Mundial divulgou uma avaliação sobre os países mais bem preparados para enfrentar riscos globais, como a atual crise financeira, mudanças climáticas, desastres naturais e pandemias. Dos 139 países analisados, o Brasil ocupa apenas o 45º lugar, próximo a países que atravessam grave crise, como Portugal, 51º e Espanha, 53º. Lidera o ranking, como o mais bem preparado, Cingapura. Canadá ocupa o 4º lugar e Alemanha o 17º.  Nas duas últimas posições estão Argentina e Venezuela, respectivamente. O fator mais importante, para os autores do levantamento, está na capacidade de enfrentar uma crise econômica de graves proporções.

Como a capacidade de enfrentar uma crise depende da política econômica adotada pelo governo, a avaliação mostra que algo não está ainda funcionando adequadamente na atual política econômica do Brasil. E o ponto é: o modelo de alto consumo se esgotou. A taxa investimento no Brasil, em torno de 18,5%, é muito baixa. O aumento do investimento depende de desoneração e simplificação fiscal, além do maior controle da despesa corrente do governo. Sem mudanças no atual modelo, no relatório de 2014, o Brasil continuará mostrando sua fragilidade para enfrentar uma crise econômica.

Ed.105

Comentários

comentários