Crescimento dos emergentes é desigual

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Banco Goldman Sachs prevê que o crescimento do PIB global entre 2011 e 2020 seja de 4,1%. Nas três décadas anteriores este crescimento foi de 3,5%. O mais significativo é a origem deste crescimento. Ele se deve aos mercados emergentes. Os BRICs criaram em 2011 uma Itália em termos de produção econômica. O crescimento da China, em torno de 8%, equivale a um crescimento de 4% para os Estados Unidos. A China produz uma Grécia a cada 12 semanas e meia. Nos três anos de 2010 a 2012, a China criou uma índia.

O que chama a atenção é o crescimento desigual dos BRICs, em particular o fraco crescimento do Brasil. Enquanto no Brasil as reformas, sobretudo a fiscal, são postergadas, o México embarcou num programa de reformas que deve garantir ao país um crescimento perto do topo dos países da OCDE. A agenda inclui a expansão da base tributária para reduzir a dependência na receita do petróleo e alteração constitucional para permitir que a estatal Petromex entre em joint ventures com empresas estrangeiras, o que poderia permitir a economia do México se beneficiar da mesma revolução do xisto e do gás que está gerando um enorme impulso nos Estados Unidos. O Brasil deve ficar atento ao que se passa com alguns de seus vizinhos.

Ed.146

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,5% em julho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,5% em julho quando comparado a junho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (agosto de 2016…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período…