Crise no setor elétrico é preocupante

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Os problemas do setor elétrico continuam a se avolumar. Embora a probabilidade de racionamento este ano tenha diminuído, a crise financeira ganha contornos preocupantes. Hoje o caixa das companhias do setor ficaria seriamente comprometido se não houvesse medidas paliativas do governo. O problema começou com as distribuidoras, mas já ameaça as geradoras, comercializadoras e grandes consumidores.

Numa situação normal de chuvas, dentro da média histórica, o preço da energia livre deveria estar próximo a R$ 100 o megawatt hora (MWh). Em 2012 estava em R$ 12. Mas como a hidrologia não conseguiu recuperar o nível dos reservatórios, o preço do mercado à vista alcançou o valor máximo de R$ 822/MWh. A conta das distribuidoras atingiu valores bilionários e obrigou o governo a fazer “pacotes” para evitar quebradeiras do setor. Segundo dados da consultoria PSR, divulgados pelo Estadão, a soma dos valores de 2013 e 2014 da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, responsável pela liquidação financeira das operações de compra e venda de energia, somam R$ 56 bilhões. A necessidade de captação de recursos para socorrer as distribuidoras é de R$ 6,5 bilhões. Parte dos recursos será financiado pelo BNDES. O setor não é autossuficiente porque os contratos estão indexados a um preço não realista, que não reflete o mercado de compra e venda. Há dúvidas até onde o governo vai conseguir segurar a situação do setor elétrico.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…