Desoneração fiscal e desaceleração da economia refletem na arrecadação e comprometem meta fiscal

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Ontem a Receita Federal divulgou que a arrecadação em julho foi de R$ 87,9 bilhões, significando uma queda real de 7,36% quando comparado com julho de 2011. No acumulado do ano, o montante chega a R$ 596,5 bilhões, o que equivale a uma alta de 1,89%, desempenho próximo da alta de 1,73% em 2009, ano em que a arrecadação ficou no vermelho em função dos efeitos da crise internacional.

Já era esperado que o desempenho da arrecadação tributária federal perdesse fôlego, pois segue a reboque da desaceleração da economia e das desonerações para animá-la. O espaço para novas medidas de estímulo à atividade é cada vez menor.  A desaceleração da arrecadação aponta riscos de não cumprimento da meta fiscal.

Ed.17

Comentários

comentários