Desvalorização cambial favorece exportadores

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento indicam que o número de empresas exportadoras aumentou quase 1% de janeiro a outubro de 2013 em relação a igual período do ano passado. Foi a primeira vez desde 2008 que houve aumento de empresas exportadoras. Essa inversão de tendência ocorreu a partir de junho deste ano, quando o real tornou-se mais competitivo. No entanto, no mesmo período, aumentaram em 4% as empresas que importaram.

Cálculos baseados em resgate da competitividade industrial brasileira indicam uma estimativa do real entre R$ 2,45 e R$ 2,75 por dólar. Essas estimativas computam séries históricas de salários industriais versus câmbio. Entretanto, o câmbio, no curto prazo, se rege por fatores de confiança e de liquidez relativa entre moedas, e encontra mais aderência a variáveis financeiras, como os juros por exemplo. Embora o atual patamar de câmbio ainda não seja suficiente para tirar competitividade de alguns produtos importados, determinados setores produtivos serão beneficiados através da redução do índice de penetração de importados no mercado interno. O cenário para os exportadores deve continuar favorável em 2014. A estimativa da RC Consultores indica um câmbio médio para o próximo ano entre R$ 2,30 e R$ 2,35.

Ed.324

Comentários

comentários

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…