Enxugamento do BNDES será benéfico para a economia

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O padrão de financiamento dos investimentos no Brasil deverá sofrer importantes mudanças a partir de 2014. Isso porque está em discussão uma reformulação estratégica da atuação do BNDES, dando prioridade para os investimentos em infraestrutura e reduzindo os programas de juros subsidiados, que cobram atualmente juros de 3,5% a.a., abaixo da taxa de juros no longo prazo (TJLP) de 5% a.a. Em 2013, o banco deverá liberar ao mercado um volume recorde de R$ 190 bilhões, equivalente a 19,7% da formação de capital no PIB. Para 2014, espera-se uma redução das concessões para um patamar de R$ 150 bilhões, concomitante a uma elevação dos juros cobrados pelos repasses.

Um eventual enxugamento do BNDES seria benéfico para a economia no médio e longo prazo. Tal medida daria mais força ao desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro, consolidando-o como uma fonte alternativa aos recursos que hoje são disponibilizados pelo BNDES. No entanto, tal processo deverá ser realizado gradativamente, dado que o setor produtivo se tornou altamente dependente dessa fonte de recursos. Estima-se que o tempo de ajuste necessário para que os bancos privados atendam à demanda por financiamento deixada pela redução da presença do BNDES seja de 2 a 3 anos. Por fim, uma redução da presença do banco de provento geraria uma menor dependência dos aportes do Tesouro Nacional, colaborando para uma menor pressão sobre a dívida bruta e para um melhor resultado fiscal do Governo.

Ed.331

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…