Espanha apresenta orçamento que reduz despesas públicas em € 40 bilhões

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A Espanha divulgou ontem seu projeto de orçamento para 2013, marcado pela austeridade para reduzir o déficit público. No orçamento estão previstas uma redução do salário desemprego, aumento do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) em dois pontos percentuais, congelamento dos salários dos funcionários públicos e criação de uma “autoridade orçamentária independente”. As 17 regiões autônomas ainda precisam apresentar seus orçamentos e cortar € 5 bilhões adicionais para cumprir as metas de redução do déficit público.

O primeiro-ministro Rajoy vem resistindo a pressões para pedir um resgate devido à preocupação quanto às condições que seriam atreladas à ajuda financeira.  A Espanha necessita de € 130 bilhões para financiar seus déficits, resgatar sua dívida no prazo e pagar juros. Por hora, é viável que consiga esses recursos nos mercados. O problema é que os mercados podem se inflamar e os juros aumentarem. Ontem os juros de empréstimos com vencimento em 10 anos já ultrapassaram o teto dos 6%. Um ponto percentual de juro aumenta o serviço da dívida espanhola em € 1,3 bilhão. Com o aumento das taxas de juro, parece inevitável que Rajoy recorra à ajuda comunitária.

Ed.39

Comentários

comentários

Posts relacionados

CAGED: Setembro registra sexto saldo positivo consecutivo

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em setembro o saldo de vagas no mercado de trabalho (diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,4 mil postos. Deste modo, a leitura atual contrasta quando comparado ao mesmo período do ano anterior, quando foram encerradas 39,3…

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…