Falta de planejamento gera desperdício de energia

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

Um grave erro de planejamento na execução das obras das usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira, deverá gerar um grande desperdício de energia no ano de 2013. Devido a falhas de comunicação no edital de licitação ocorrido em 2008, diferentes equipamentos com tecnologias distintas entre si foram adquiridos pelas concessionárias responsáveis, ocasionando graves problemas de compatibilidade entre eles. Como consequência, parte da energia produzida pelas usinas não poderá ser escoada para o resto do país.

Este tipo de equívoco é imperdoável para qualquer país no mundo, e mais ainda para aqueles que buscam se transformar em economias desenvolvidas e competitivas. Experiências como o do gás de xisto nos EUA, que estão gerando um renascimento industrial por lá, são consideradas possíveis de serem replicadas em outros países, sendo necessários investimentos e “planejamento” adequado. Tudo o que não temos até o momento. O Brasil não poderia se dar ao luxo de abrir mão dessa energia barata e renovável das usinas do rio Madeira, num momento onde a utilização das caras termoelétricas é tão elevada e a queda da competitividade produtiva brasileira é tão evidente.

Ed.246

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 4,6% em maio

A demanda por crédito do consumidor subiu 4,6% em maio frente a abril, com o ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve desaceleração da…

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…