IPCA de janeiro é o maior desde 2005

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O IPCA de janeiro, considerado a inflação oficial do país, teve uma variação de 0,86%. Em janeiro de 2012 a variação foi de 0,56%. No acumulado de 12 meses até janeiro, o IPCA avançou 6,12%, contra 5,84% em dezembro, próximo dos 6,5% do teto da meta do governo. Os preços dos alimentos continuam pressionando a inflação. Alguns produtos do grupo alimentação tiveram oferta reduzida em função do clima, ocasionando fortes aumentos de preços. O maior impacto individual veio da alta do preço do cigarro que subiu 10,11% após o aumento no IPI.

Uma boa safra agrícola, redução nas tarifas de energia e a manutenção de um câmbio mais estável podem contribuir para uma desaceleração dos preços. No entanto, os reajustes dos preços das tarifas de transporte urbano, o reajuste dos preços dos combustíveis e a inflação de serviços, que continua em patamar elevado, ainda darão sua contribuição para a elevação do índice. A pergunta que o mercado continuará fazendo é se o atual patamar da taxa de juros corre risco de subir ou não. O governo lutará até o fim para não deixar que a subida da inflação obrigue o BC a rever a atual Selic, mínima histórica, de 7,25%.

Ed.121

Comentários

comentários