Notícias externas positivas aliviam tensões nacionais

Por Paulo Rabello de Castro,  da RC Consultores

Pelo menos três notícias auspiciosas no cenário externo aliviam parte das preocupações sobre o andar da carruagem da economia brasileira. A primeira notícia vem da China, que anuncia um pacote liberalizante para promover maior crescimento na base da pirâmide empresarial. O governo chinês pretende isentar de impostos pequenos negócios, uma boa ideia para o Brasil que ainda empilha a pior carga tributária do mundo sobre suas empresas. A China quer também fortalecer a competitividade dos seus produtos na exportação. Outra ideia para brasileiro tentar copiar. Não se sabe o tamanho desse novo estímulo à economia chinesa mas pouco importa. O relevante é saber que os chineses estão atentos ao processo de desaceleração econômica e pretendem fazer algo a respeito, mesmo modesto para padrões de lá.

As duas outras boas notícias são de indicadores de retomada. Na Europa, pela primeira vez em muito tempo, o indicador antecedente Markit volta para o território positivo, ligeiramente acima de 50. Denota princípio de retomada na Europa, o que parece indicar também a primeira queda (225 mil) no desemprego mensal na Espanha. E da Ásia vem a terceira boa notícia: na Coréia o segundo trimestre terminado em junho mostrou surpreendente melhora da demanda e retomada industrial consistente. Essas três notícias se conjugam para confirmar pré-prognóstico menos negativo sobre a demanda mundial na virada para 2014. Resta saber o que o Brasil fará para não ficar alheio a esse princípio de recuperação externa.

Ed.234

Comentários

comentários