Papelão ondulado antecede indústria fraca

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O volume de vendas de papelão ondulado no Brasil caiu 3,4% em junho sobre igual período de 2013, segundo a ABPO (Associação Brasileira de Papelão Ondulado). Na comparação com igual mês do ano anterior, este foi o terceiro mês consecutivo de queda. No primeiro semestre a expedição registra ligeira queda, de 0,25%. O crescimento acumulado em 12 meses, que havia registrado alta de quase 3% em dezembro de 2013, recuou para apenas 0,9% em junho. Frente a maio, a retração foi de significativos 9,5%.

O papelão ondulado é largamente utilizado na produção de embalagens para a indústria em geral. Dado esta característica, é amplamente utilizado como indicador antecedente da evolução da produção industrial. A forte queda da venda no mês de junho corrobora a expectativa de fraco resultado da produção industrial nos próximos meses. Em junho a indústria, que já não vinha bem, foi ainda mais prejudicada pela realização da Copa do Mundo, pela redução do número de dias úteis e pela concessão de férias coletivas em alguns setores. A exceção pode ter sido o setor de bebidas. A RC Consultores espera uma retração da produção industrial este ano de apenas 0,5%, uma vez que o setor de extração mineral deve recuperar em grande parte as perdas de 2013.

Comentários

comentários