Petróleo tem forte queda

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O preço do barril de petróleo WTI fechou ontem na New York Mercantile Exchange a US$ 94,45 para entrega em maio. Uma queda de US$ 2,74. Em Londres, o barril Brent, com a mesma data de entrega baixou US$ 3,58, fechando a US$ 107,11.  O menor nível em um ano. Hoje os mercados abriram em níveis próximos ao fechamento de ontem.  O dado negativo do emprego nos EUA e, principalmente, o anúncio de que as reservas prontas de petróleo alcançaram níveis muito altos, chegando a um máximo desde julho de 1999, foram os principais responsáveis por essa queda.

A tendência do preço do petróleo, a médio prazo, ainda é incerta. Os fatores geopolíticos altistas no Irã e na Venezuela são mitigados pela precária recuperação da economia mundial, este fator baixista. Por outro lado, o afrouxamento monetário realizado pelos principais bancos centrais tem inflacionado os preços das principais commodities e diversos ativos.  O mercado de petróleo, em particular, passa por profunda mudança. A Opep acaba de divulgar que a China deverá ultrapassar os EUA como o maior importador de petróleo do mundo até 2014, reflexo do boom de óleo e gás de xisto nos EUA que está revolucionando os mercados de energia no mundo.

Ed.157

Comentários

comentários