PIB 2013 escorrega mais na projeção do FOCUS

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

O fraco desempenho do investimento e da indústria, apesar da pequena recuperação esboçada na virada do ano, praticamente enterra as chances de um crescimento do PIB acima de 3%. A última pesquisa FOCUS traz uma nova estimativa dos especialistas, colocando a projeção em 2,98%. O governo Dilma já está conformado com mais este desempenho sofrível da economia produtiva e a presidente usa outras estatísticas favoráveis em seus pronunciamentos, mormente as de geração de emprego, puxado pelo consumo e pelo crédito.

A projeção preponderante é que a próxima subida de juros pelo Banco Central – que pode ficar um meio ponto percentual – será um tranco mais agressivo no consumo do que a elevação anterior de 0,25%. O endurecimento do Bacen vem num “timing” ainda favorável ao futuro calendário eleitoral. O governo sofrerá mais críticas em 2013 pelo fraco desempenho produtivo. Mas contará com melhor resultado em 2014 para mostrar o primeiro ano de recuperação no mandato de Dilma e com isso calar os críticos. Tudo depende do rumo da inflação. A freada do Bacen agora pode trazer o alívio esperado no ritmo de alta dos preços. A aposta é grande, mas tem boa chance de vingar.

Ed.189

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…