PIB cresceu apenas 0,9% em 2012

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Apesar dos sucessivos pacotes de estímulo ao crédito e desoneração tributária, a expansão do PIB foi de apenas 0,9%. Os investimentos foram a principal causa do baixo crescimento. A c (FBCF) recuou 4% em relação a 2011.    Esse resultado também foi impactado pelo recuo de 2,3% da agropecuária e pela queda de 0,8% da indústria. O consumo das famílias teve um crescimento de 3,1% e os serviços uma expansão de 1,7%. O resultado do PIB do Brasil em 2012 está entre os piores dos emergentes. O México cresceu 3,9%, o Peru, 6,3%, e a Rússia, 3,4%. China e Índia cresceram 7,8% e 5%, respectivamente.

O fraco crescimento do PIB e o recuo dos investimentos parecem demonstrar que o atual modelo de estímulo ao consumo se esgotou. A proporção entre o investimento e o PIB caiu de 19,3% em 2011 para 18,1% em 2012. Para este ano a taxa de investimento deve se situar entre 18,5% e 19%, número muito abaixo do necessário para que o Brasil cresça, de maneira sustentada, a 5%. O aumento do investimento depende, principalmente, da desoneração e simplificação fiscal. Sem reestruturar os sistemas de poupança e investimento, o Brasil vai continuar patinando em crescimento muito abaixo do potencial.

Ed.135

Comentários

comentários

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…