Portugal e China voltam a pressionar os mercados

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Desta vez é a crise política em Portugal, cujo governo de Passos Coelho já vinha mostrando sinais de esgotamento na sua base de apoio. Após a renúncia de dois ministros fundamentais, Paulo Portas e Victor Gaspar, a bolsa de Lisboa caía 5% na sessão de hoje, depois de abrir em queda ainda maior. Os títulos de Portugal despencaram com a elevação do juro a mais de 7%, nível mais alto desde 2009. A China também deu sua quota de contribuição para o nervosismo dos investidores no mundo ao proibir jornais locais de divulgarem a situação de falta de liquidez nos bancos do país.

Após a forte queda de ontem, com nova alta do dólar, o mercado no Brasil tem chance de recuar mais. A piora na perspectiva chinesa tem influência mais grave e permanente sobre as empresas brasileiras. O ciclo favorável de commodities chega ao fim dramaticamente, impondo ao País uma urgente revisão de sua política passiva frente ao comércio exterior. As cotações na Bolsa paulista certamente refletirão esse mal estar nas próximas semanas. O câmbio, pressionado, será um espelho da tendência baixista nas bolsas. Para além dos fatores de crise imediata, a preocupação no Brasil será com a desaceleração do ritmo do consumo.

Ed.219

Comentários

comentários

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…