Presidente eleito do México vem ao Brasil e busca colaboração

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Enrique Peña Nieto faz sua primeira viagem como presidente eleito do México e escolheu o Brasil como ponto de partida. Amanhã visitará a Fiesp e estará com Dilma no dia 20. A importância do México como força econômica e peso na balança política regional vem aumentando após a crise financeira de 2008. A economia mexicana mergulhou em 2009, mas se recuperou com vigor em 2010 e vem crescendo mais do que o Brasil desde então. Parte dessa força não vem de exportação de commodities agrícolas, como o Brasil, mas por manter um nível de custo do trabalho mais competitivo do que o brasileiro. Em consequência, o México está superando sua condição de mera “maquiladora” de produtos para o mercado americano. A atividade industrial do país em julho cresceu 4,9% na comparação com o mês de 2011. O setor da construção apresentou expansão de 6,8% no mesmo período.

O presidente Peña Nieto acena com aproximação na área de petróleo e gás onde o Brasil tem tecnologias para trocar com o México. O Brasil também já avançou mais que o México no campo da desestatização; o México ainda tem a energia elétrica e o petróleo exclusivamente nas mãos do Estado. Em compensação, o México está mais avançado em duas áreas críticas: simplicidade tributária (no Brasil, é um manicômio) e encargos sociais menos onerosos. O Banco Central mexicano também tem feito um trabalho digno de nota, ajustando controle de inflação (4,5%) com uma previsão de crescimento na meta de 6% até 2015. A razão investimento/PIB, de 23%, supera de longe a do Brasil.

Ed.31

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…