Produção industrial retrai novamente

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

A produção industrial registrou em junho de 2014 forte queda de 6,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior na série sem ajuste sazonal. Desconsiderando o período da crise mundial nos anos de 2008 e 2009, este é o pior resultado desde o início da série em 2002. Quando comparada ao mês de maio de 2014, a redução foi de 1,4%, acumulando no primeiro semestre de 2014 retração de 2,6% da produção.

O cenário de deterioração da competitividade da indústria brasileira fica cada vez mais dramático. Já são quatro meses de quedas consecutivas da produção. Dos 24 setores analisados, apenas quatro tiveram resultado positivo em relação a junho de 2013, com destaque para produtos alimentícios, bebidas e petróleo e derivados. Por outro lado, setores de grande importância econômica apresentaram quedas acentuadas. Automóveis (-36,3%), equipamentos de informática (-25,0%), aparelhos e materiais elétricos (-18,4%) e vestuário (-12,3%) foram os principais resultados negativos. A fragilidade da indústria é generalizada, e sua recuperação não será alcançada com medidas pontuais. Esta deveria ser uma meta central nos programas de governo dos atuais candidatos à Presidência.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 4,6% em maio

A demanda por crédito do consumidor subiu 4,6% em maio frente a abril, com o ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve desaceleração da…

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…