Confiança de serviços avança 3,8% e atinge maior nível desde março de 2014

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança de Serviços (ICS) subiu 3,8% no mês de janeiro, atingindo 98,2 pontos, de acordo com dados dessazonalizados. Os Índices da Situação Atual (ISA) e Expectativas (IE) evoluíram 0,9% e 6,1% respectivamente.

Na comparação com janeiro do ano passado o ICS apresentou crescimento de 7,7%, o ISA de 4,1% e o IE de 10,7%.

Em janeiro a confiança do setor de serviços alcançou o maior nível desde março de 2014, apresentando variação positiva pelo quarto mês consecutivo e confirmando a melhora na percepção das empresas em relação ao ambiente de negócios. Com avaliação tímida sobre a situação atual, as expectativas de melhora nos negócios para os próximos meses e de aumento nas contratações impulsionaram a confiança no início do ano. Sendo assim, espera-se que com a retomada do mercado de trabalho e a melhora da atividade econômica o setor apresente melhores resultados ao longo de 2019.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) subiu 0,2 ponto percentual, passando de 81,9% para 82,1% em janeiro (dados com ajuste sazonal).

Posts relacionados

Movimento do Comércio cresce 1,0% em janeiro

O Indicador do Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, avançou 1,0% em janeiro na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador subiu 1,3%. Já na variação contra janeiro do ano anterior o varejo cresceu…

Análise PMC: Black Friday antecipa vendas do Natal e varejo registra queda das vendas em dezembro

A queda da inadimplência das pessoas físicas – e, consequentemente, das taxas médias de juros ao consumidor – abriu espaço para o crescimento da oferta de crédito. Por outro lado, o elevado nível de desocupação e a fraca recuperação da renda – apesar da inflação baixa – ainda limitam a capacidade de endividamento e consumo…

Boa Vista: Recuperação de crédito cai 0,6% no acumulado em 12 meses

13 de fevereiro de 2019 – O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 0,6% no acumulado em 12 meses (fevereiro de 2018 até janeiro de 2019 frente os 12 meses antecedentes). Em janeiro o indicador…