Estatísticas monetárias e de crédito: Inadimplência recua e concessões crescem em 2018

Segundo dados divulgados pelo Banco Central do Brasil, o estoque total de empréstimos e financiamentos do país cresceu 1,8% em dezembro na comparação com novembro de 2018, atingindo R$ 3.260,2 bilhões. Na comparação com o mesmo período ano anterior o saldo teve crescimento de 5,5%.

Considerando a origem dos recursos, o saldo total de crédito livre subiu 2,8% na base mensal, atingindo R$ 1.762,7 bilhões, enquanto em relação a dezembro do ano passado o avanço foi de 11,2%, com desempenho positivo pessoa física e jurídica.

Com relação às concessões, houve alta de 0,3% na variação contra novembro (de acordo com dados dessazonalizados), enquanto no ano ocorreu evolução de 11,6%. Considerando o tipo de recurso usado pelas instituições para dar o crédito, a concessão com recursos livres avançou 0,9% no mês de dezembro e aumentou 12,7% em 2018.  Com recursos direcionados, o indicador subiu 1,3% no ano de 2018.

A taxa de inadimplência (atrasos superiores a noventa dias) registrou nível de 2,87% em dezembro, ficando 0,10 p.p. abaixo do registrado em novembro. Considerando os recursos livres, a inadimplência teve leve queda para pessoa jurídica e ficou praticamente estável para pessoa física.

A taxa média de juros total das operações de crédito do sistema recuou 1,31 p.p. em relação a novembro, ficando em 23,27%.

Com relação aos spreads, considerando a totalidade de recursos, foi registrado um total de 17,0 p.p., sendo 27,76 p.p. nas operações livres e 3,62 p.p. nas operações com recursos direcionados.

Posts relacionados

Movimento do Comércio cresce 1,0% em janeiro

O Indicador do Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, avançou 1,0% em janeiro na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador subiu 1,3%. Já na variação contra janeiro do ano anterior o varejo cresceu…

Análise PMC: Black Friday antecipa vendas do Natal e varejo registra queda das vendas em dezembro

A queda da inadimplência das pessoas físicas – e, consequentemente, das taxas médias de juros ao consumidor – abriu espaço para o crescimento da oferta de crédito. Por outro lado, o elevado nível de desocupação e a fraca recuperação da renda – apesar da inflação baixa – ainda limitam a capacidade de endividamento e consumo…

Boa Vista: Recuperação de crédito cai 0,6% no acumulado em 12 meses

13 de fevereiro de 2019 – O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 0,6% no acumulado em 12 meses (fevereiro de 2018 até janeiro de 2019 frente os 12 meses antecedentes). Em janeiro o indicador…