IPCA recua 0,31% em abril, menor variação mensal desde 1998

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)[1] recuou 0,31% no mês de abril. No acumulado em 12 meses houve recuo para 2,4%, 0,9 p.p. abaixo da variação observada em março.  Com esse resultado, o indicador acumulou alta de 0,22% no ano.

O grupo Transportes (-0,54 p.p.) foi o que registrou maior impacto negativo sobre o índice geral no mês. Resultado da queda dos preços observada nos combustíveis (-9,59%), com destaque para gasolina (-9,31%), o etanol (-13,51%) e o óleo diesel (-6,09%). O grupo Artigos de residência também teve destaque, apresentando baixa de 1,37% no período.

O recuo dos preços no grupo Artigos de residência deveu-se, principalmente, a queda de 2,92% em itens mobiliário e 3,58% em eletrodomésticos e equipamentos.

Por outro lado, o grupo Alimentação e bebidas apontou a maior contribuição positiva do mês ao avançar 1,79% com impacto de 0,35 p.p. sobre o índice geral.

O indicador apresentou a menor variação mensal para o IPCA desde agosto de 1998, que recuou 0,51% no período, contribuindo intensamente para desacelerar a inflação na análise em 12 meses e posiciona-lo 1,6 p.p. abaixo da meta, tal resultado se encontra abaixo abaixo do intervalo mínimo da meta de 2020 e atinge a marca de 2,4% na análise em 12 meses. Com isto, a perspectiva é de que a inflação fique abaixo do intervalo mínimo da meta em 2020, encerrando o ano em torno de 1,97%, ainda sujeito a mais variações em função da pandemia de COVID-19.

 

[1] O IPCA considera famílias com rendimentos de 01 a 40 salários mínimos e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e de Brasília.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Resultado do PIB revela queda de 1,5% no primeiro trimestre

Os dados do PIB do 1º trimestre, divulgados hoje pelo IBGE, reforçaram o cenário de fragilização da atividade econômica. No primeiro trimestre de 2020, o produto recuou 1,5% na comparação com os três últimos meses do ano passado, de acordo com dados dessazonalizados, interrompendo uma sequência de quatro trimestres de crescimentos consecutivos. Na comparação com…

Consumidores com aumentos frequentes em operações de crédito são mais propensos à inadimplência

Demanda por Crédito do Consumidor cai 24,4% em abril

A Demanda por Crédito do Consumidor recuou 24,4% em abril na comparação com março, já descontadas as influências sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. No acumulado do ano o indicador caiu 11,7% contra o mesmo período do ano passado. Já no acumulado em 12 meses, o indicador passou para o campo negativo…

PNADC: Taxa de desemprego atinge 12,6% em abril

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) do IBGE, a taxa de desemprego avançou para 12,6% no trimestre móvel encerrado em abril. Estando 0,4 p.p. acima do registrado no mês anterior e 0,1 p.p. maior em relação ao mesmo período do ano passado (12,5%). Em termos absolutos, a população desocupada…