Nota de Política Monetária do BC: inadimplência de recursos livres das famílias mantém-se estável em 6,2% em abril

Saldo e concessões continuam em queda, juros e spread mantém tendência de alta e inadimplência das empresas sobe.

Segundo o Banco Central, a inadimplência do Sistema Financeiro Nacional referente aos recursos livres destinados às famílias continuou estável em abril, com 6,2%. A estabilidade da inadimplência se mantém desde dezembro de 2015.

Os índices de inadimplência para Pessoa Física se mantiveram estáveis comparados com março, a inadimplência total (Pessoas físicas e Jurídicas) apresentou pequena elevação, e fechou em 3,7%, variando 0,2p.p., variação causada pela pequena elevação na inadimplência para Pessoa Jurídica em ambos os seguimentos (recursos livres e direcionados). O resultado total para os recursos livres foi 5,7% e 1,7% para os direcionados.

Com relação ao estoque total de empréstimos e financiamentos, houve um aumento de 2,7% em doze meses. Na variação contra o mês anterior houve queda de 0,6%. A variação mensal reflete o declínio no crédito a pessoas jurídicas, já que para pessoas físicas a variação foi nula.

A desaceleração no crescimento do crédito na comparação mensal ocorreu com recursos livres e direcionados, que apresentaram quedas de 0,9% e 0,2% respectivamente. Apesar do ritmo de desaceleração, na variação acumulada em 12 meses o resultado continua sendo positivo, com crescimento de 0,2% para recursos livres e 5,3% para direcionados.

A taxa média de juros com recursos livres total subiu novamente, atingindo 52,0% a.a. em abril, maior patamar da série histórica, iniciada em 2011. Os juros de recursos livres ao consumidor subiram 1,6 p.p. no mês, atingindo 70,8 % a.a. Os spreads aumentaram 1,4 p.p. na comparação com o mês anterior, atingindo 38,8%.

Abaixo seguem os quadros-resumo sobre os dados citados.

Sem título

Sem título

 

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….