Vendas no varejo aumentam 0,5% em abril

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo Restrito subiu 0,5% em abril, na comparação com o mês anterior, na série de dados com ajuste sazonal. Apesar do pequeno avanço, a tendência de queda do setor se mantém: na comparação com abril de 2015 houve recuo de 6,7%, no acumulado em 2016 a variação foi de -6,9%, e em 12 meses de -6,1%.

O aumento das vendas na comparação com o mês anterior foi puxado principalmente pela recuperação do setor de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que variou 1,0% em abril (contra -1,4% registrado em março) – sozinho esse setor representa cerca de metade das vendas do comércio. Outros dois setores registraram variações positivas na comparação mensal: Tecidos, vestuários e calçados (3,7%) e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,8%). Combustíveis e lubrificantes mantiveram-se estáveis em abril, e os outros quatro setores apresentaram queda nas vendas, influenciando negativamente o indicador: Móveis e Eletrodomésticos (-1,8%), Artigos farmacêuticos (-2,9%), Livros, jornais, revistas e papelaria (-3,4%) e Materiais para escritório, informática e comunicação (-4,9%).

Mantida a base de comparação, para as categorias Material de Construção e Veículos e Motos, partes e peças, as quedas foram de 4,0% e 6,6%, respectivamente. Ambas agregam o resultado do Varejo Ampliado, que recuou 1,4% no mesmo tipo de análise.

Mantida a tendência de queda, por ora a projeção para 2016 do segmento varejista é de retração de 4,0%, deixando uma possível melhora apenas para 2017.

Segue abaixo o gráfico com a evolução das séries dessazonalizadas da PMC Restrita e do indicador de Movimento do Comércio da Boa Vista SCPC.

Sem título

Sem título

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…