Europa enxerga recessão e BC brasileiro se ajusta ao cenário

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

O Bundesbank, autoridade monetária alemã, cortou a estimativa do PIB para a Alemanha neste ano e no próximo. O carro chefe da Europa pode entrar em recessão durante o inverno europeu. A perspectiva cíclica para a economia da Alemanha piorou e há indícios de queda na atividade econômica no último trimestre de 2012 e no primeiro de 2013. O significado dessa estimativa para toda a zona do Euro não poderia ser mais preocupante. A Europa conta com a força remanescente da Alemanha para absorver desempregados, prover recursos fiscais aos demais parceiros e realizar compras nesses mercados. A Alemanha em recessão não é perspectiva boa para o mundo. O Bundesbank cortou o crescimento da Alemanha em 2013 de 1,6% (junho) para 0,4%. E o crescimento em 2012 de 1,0% para 0,7%.

Aqui, o BC brasileiro anunciou que a taxa básica ficará em 7,25% “por um período prolongado”. A coragem do BC em colocar na ata do COPOM tal projeção reflete menos as condições internas de inflação e PIB, e muito mais o estado de desalento da economia mundial, que está a exigir uma conduta folgada da política monetária do Bacen durante o decorrer de 2013. Estimamos o PIB 2013 do Brasil em apenas 3%, contra a estimativa oficial de 4% a 4,5%.

Ed.85

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…