Popularidade de Dilma se mantém, mas com reprovações temáticas, diz CNI/Ibope

 

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

A presidente Dilma mantém em alta seu excepcional índice de popularidade. Segundo a nova pesquisa CNI/Ibope de dezembro, a confiança em Dilma foi a 73% agora. O modo de governar foi bem avaliado por 78%. E a expectativa positiva sobre o período restante do governo cresceu de 58% a 62%.
O governo também é aprovado no combate à pobreza e à fome (62%), no combate ao desemprego (56%) e na preservação do meio ambiente (52%). Mas a população consegue perceber onde o governo falha: a desaprovação popular supera metade dos respondentes em educação (56%), combate à inflação (50%), taxa de juros (51%), segurança pública (68%), impostos (65%) e saúde (74%).

 

Em pesquisa separada, a Folha deste domingo mostrou que os eleitores escolheriam Dilma com facilidade para presidente, superando Marina, Aécio, Joaquim Barbosa ou Eduardo Campos, os outros nomes lembrados. Estes resultados preliminares poderão sofrer ainda uma profunda mudança em 2013 ou 2014, se a pujante economia do consumo e do crédito, pilares fundamentais da administração Dilma vierem a falhar. Por enquanto, a perspectiva de uma reversão negativa é bem pequena, mas basta lembrar os possíveis efeitos do abismo fiscal nos EUA para colocar o próximo pleito presidencial brasileiro em modo de “espera”.

Ed.91

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…