Primeiro trimestre fraco para indústria

Primeiro trimestre fraco para indústria

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

A produção industrial recuou em março 0,5% frente a fevereiro na série livre de influências sazonais. Dentre as 14 regiões pesquisadas, 7 apresentaram retração no referido mês. Destaque negativo para os estados do Rio Grande do Sul (-3,0%) e Paraná (-2,1%). Em relação a Mar13 a indústria registrou queda de 1,0%. O relativo dinamismo nos dois primeiros meses do ano contribuiu para que o índice fechasse o primeiro trimestre com modesta alta de 0,4% frente a igual período de 2013.

Estes dados fazem parte da PIM-PF reformulada que foi divulgada pela primeira vez esta semana. A reformulação metodológica teve como objetivo modernizar as bases do índice, incorporando novos produtos e abandonando outros que perderam espaço ao longo do tempo. A quantidade de itens monitorados passou de 755 na metodologia antiga para 805 na nova versão. Alguns setores ganharam peso na nova ponderação, como a Indústria Extrativa (saiu de 4,96% para 11,2%) e a de Produção de veículos automotores (de 7% para 10,1%). Nesta nova pesquisa a produção industrial cresceu 2,3% no ano passado frente a 2012. Resultado bem acima dos 1,2% observado pela metodologia anterior. Isso não significa que a atual conjuntura adversa foi superada. Com uma base comparativa maior, a indústria em 2014 tende a ter um resultado ainda mais fraco.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,4% em outubro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,4% em outubro quando comparado a setembro na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (novembro de 2016…

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…