União Europeia faz acordo de livre comércio com Canadá

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Um acordo de livre comércio entre União Europeia e Canadá foi concluído na última sexta-feira. O pacto foi possível após acerto sobre questões agrícolas. Pelo acordo, a cota para o Canadá exportar carne bovina para UE passará das atuais 11.500 toneladas, com tarifa de 20%, para 50 mil toneladas livres de tarifa. As exportações de carne suína passam das atuais 4.600 mil toneladas para 81 mil toneladas sem tarifa. Em contrapartida, a UE terá 30 mil toneladas de queijo no Canadá sem tarifa, ampliação das exportações de vinhos e outros produtos agrícolas processados, além de carros de luxo.

O Brasil perde dos dois lados. De um lado, a UE já avisara ao Mercosul que, no caso de fazer antes acordo com o Canadá e EUA, teria menos cotas a oferecer aos produtores de carne do Mercosul, alegando que não têm capacidade infinita de abertura de seu mercado agrícola. Do lado do Canadá, pesam dúvidas sobre as intenções do Mercosul. Não é para menos. Em recente reunião em Montevidéu, os negociadores argentinos informaram que sua oferta de abertura de mercado nas negociações entre Mercosul e União Europeia ainda não está pronta e se recusaram a dar um prazo para que isso ocorra. Essa demora tem provocado mal-estar nos outros membros do bloco. O acordo UE-Canadá afetará as exportações brasileiras e sinaliza crescentes dificuldades para o Brasil no comércio internacional.

Ed.296

Comentários

comentários

Posts relacionados

34% dos consumidores dizem não ter controle dos ganhos e gastos

Para investigar os hábitos sobre controle orçamentário e fontes de informações sobre o tema, a Boa Vista SCPC realizou uma pesquisa inédita com aproximadamente 1200 consumidores, de todo o Brasil, e constatou que 34% dos entrevistados não controlam o quanto ganham e gastam no mês. Realizada entre os meses de maio e julho, a pesquisa…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,70% em outubro

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] foi de 1,70% em outubro, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,76 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente ao mês de setembro (quando o nível…

Vendas no varejo crescem 0,5% em setembro e caem 0,6% no acumulado 12 meses

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo restrito subiu 0,5% em setembro na comparação mensal (com ajuste sazonal), enquanto na variação acumulada em 12 meses, a trajetória do indicador apresentou melhora de 1 p.p. em relação ao mês anterior, apresentando retração de apenas 0,6%….