[PESQUISA] Black Friday: 55% dos consumidores ainda se sentem inseguros ao realizar compras pela internet

A Boa Vista constatou em pesquisa que, apesar de ser cada vez maior o número de consumidores que aproveitam a Black Friday para comprar aquilo que tanto desejam por um preço melhor, 55% dos entrevistados ainda se sentem inseguros ao fornecerem seus dados pela internet em compras online.

A preocupação é maior entre os que já sofreram algum tipo de fraude. Quando questionados se já enfrentaram algum tipo de situação neste sentido, 21% confirmaram que já foram vítimas de fraude e, em 55% dos casos os problemas ocorreram pelo uso indevido do cartão de crédito.

Outros 16% alegaram que já sofreram fraudes com os seus dados pessoais depois de emprestarem o nome a terceiros. 15% porque passaram pelo problema de ter algum documento clonado e 14% porque tiveram especificamente o CPF clonado.

Vai com medo mesmo

Apesar de ser real o receio de se fazer uma compra em uma loja virtual, 57% do total de entrevistados que pretendem fazer compras nesta Black Friday o farão pela internet.E mesmo inseguros na hora de fechar uma compra online, os consumidores afirmaram que aproveitam a Black Friday. Os motivos: 74% aproveitam os descontos da data. 8% antecipam as compras de final de ano; 5% barganham preços menores aos das lojas físicas; 4% querem evitar a dor de cabeça das compras de última hora; 4% utilizam cupons de descontos; 3% pela influência das propagandas nas redes sociais e 2% pelas dicas de blogueiros/influenciadores digitais.

Na pesquisa da Boa Vista, 83% declararam ainda ser muito vantajoso aproveitar a data para fazer as compras, principalmente pelos descontos (redução de preços, juros menores, isenção de juros), isso em 69% dos casos; e promoções, como do tipo leve 1 pague 2, para 24% dos casos.

Essas e outras informações da pesquisa estão resumidas em infográfico. Para ter acesso clique aqui.

Metodologia

Para realizar a pesquisa sobre o comportamento do consumidor na Black Friday, a Boa Vista utilizou metodologia quantitativa, via internet. O universo é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no site Consumidor Positivo da Boa Vista www.consumidorpositivo.com.br e consumidores do mercado, entre os meses de setembro e outubro de 2019. Amostra: aleatória, não probabilística, alcançando aproximadamente 900 respondentes, das cinco regiões do país. A leitura dos resultados deve considerar 3% de margem de erro e confiabilidade de 95%.


Buscar por período:

TAGS

Posts relacionados

Reabertura com crédito

A flexibilização do comércio em diferentes regiões do Brasil traz incertezas na decisão de concessão de crédito. Diante deste cenário, a Boa Vista identificou um movimento de aceleração da adoção ao Cadastro Positivo pelas pequenas, médias e grandes empresas. Desde o início da pandemia, já somam mais de um milhão de consultas às soluções da…

IPCA avança 0,36% em julho, sendo o maior resultado para um mês de julho desde 2016

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 0,36% no mês de julho. No acumulado em 12 meses houve evolução para 2,31%, 0,18 p.p. acima da variação observada em junho.  Com esse resultado, o indicador acumulou alta de 0,46% no ano. O grupo Transportes (0,78%) foi o que registrou maior impacto positivo sobre o…

Pedidos de falência recuam 12,6% em julho

Os pedidos de falência caíram 12,6% em julho, na comparação com junho, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas diminuíram 37,6% e 37,9%, respectivamente. Por outro lado, as falências decretadas registraram alta de 16,8% na variação mensal. Na análise…